e-escola.com.br

 

 

ENSINO - PORTUGUÊS

EMPREGO DO HÍFEN

 

Como regra geral, utiliza-se o hífen quando sua falta acarretar má fonética ou confundir o significado e também para unir palavras compostas que individualmente mantém sua identidade fonética.

E mais:

  • para separar sílabas: gra-ma-ti-ca.

  • para ligar pronomes: confiar-lhe-ei.

  • para ligar os elementos dos adjetivos compostos: luso-brasileiro, técnico-financeiro.

  • para ligar prefixos e sufixos: recém-nascido, capim-açu.

Algumas outras regras específicas:

  • Os prefixos super, hiper e inter serão separados por hífen apenas se a palavra seguinte começar por r ou h: super-homem, inter-relação, supermercado (sem hífen porque começa com "m").

  • Os prefixos além, aquém, recém, sem, vice, ex, pós, pré e pró serão separados por hífen: sem-cerimônia, ex-professor, pós-graduação.

  • Os prefixos auto, contra, extra, infra, intra, neo, proto, pseudo, semi, supra e ultra serão separados por hífen se a palavra seguinte começar por h ou vogal igual: extra-aula, ultra-histórico, autoestrada.

  • Quando os prefixos terminam por vogal (ex: anti, auto, contra, extra, infra, intra, neo, proto, pseudo, semi, supra, ultra) e sempre que a palavra seguinte começar por s ou r, haverá duplicação da consoante inicial: contrarregra, infrassinalizado.

  • Os prefixos ante, anti, arqui e sobre serão separados por hífen caso a palavra seguinte inicie por h: anti-histamínico.

  • O prefixo sub será separado por hífen se a palavra seguinte começar por r, s ou b: sub-raça, subtenente, sub-secretário.


 

 

copyright©2001-2017 - e-escola.com.br e seus licenciantes
Material do site protegido pela Lei 9610/1998.
Reprodução permitida apenas para trabalhos escolares, desde que citada a fonte: www.e-escola.com.br

 

 

 

 

 

 

 

web stats